Entenda quais são as normas sobre as películas de segurança para vidros

4 minutos para ler

Garantir a segurança de ambientes comerciais e residenciais é uma necessidade cada vez maior. Por isso, o mercado tem trazido novidades para oferecer proteção e resistência aos ambientes, como é o caso das películas de segurança para vidros.

Explicamos agora, em detalhes, qual a importância do uso dela, falamos dos principais tipos de vidros de segurança permitidos no Brasil e também tratamos das regras e leis a respeito de sua utilização. Confira o conteúdo abaixo e tenha uma ótima leitura!

Entenda a importância da película de segurança para vidros

Quando falamos desse tipo de película de segurança, trata-se de um elemento que permite garantir mais conforto, proteção e resistência para painéis de vidro, como sacadas, janelas e fachadas. Ela serve como proteção para o caso de quebra, evitando o risco de acidentes com estilhaços.

Veja quais os tipos de vidros de segurança permitidos pela ABNT

Agora que você entendeu melhor a importância do uso da película de segurança para vidros, é interessante também conhecer os tipos de vidros de segurança permitidos no Brasil. A regulamentação é feita pela ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas).

No Brasil, são utilizados, principalmente, o vidro temperado, o vidro laminado e o vidro temperado com película de segurança. Explicamos, abaixo, as características de cada um e as principais diferenças de sua utilização. Confira!

Vidro temperado

Conhecido por sua grande resistência, o vidro temperado recebe esse nome por ser submetido ao processo de têmpera, em que é aquecido gradativamente, até atingir 700ºC, e sendo resfriado bruscamente. Esse processo lhe confere maior resistência à flexão.

Além disso, permite que o vidro temperado suporte diferenças de temperaturas de até 200ºC, sendo considerado um vidro de segurança por essas características. Sua resistência a choques térmicos é até cinco vezes maior do que a dos vidros normais.

Vidro laminado

Já o vidro laminado recebe esse nome por ser composto de lâminas de vidro, unificadas por meio de camadas de polivinil butiral (PVB) ou resina. Dessa forma, ao se quebrar, seus estilhaços ficam presos a essas camadas.

Ele é muito utilizado em pára-brisas de automóveis ou em fachadas, servindo como elemento de proteção. Também, como solução para prevenir e evitar acidentes com estilhaços após a quebra.

Vidro temperado com película de segurança

Há, ainda, um terceiro tipo de vidro de segurança permitido no Brasil: o vidro temperado com película de segurança. Visando unir os benefícios dos dois tipos de vidros, temperado e laminado, esse tipo de vidro de segurança tem uma proteção, que atua evitando o seu estilhaçamento e prevenindo acidentes pós-quebra.

Saiba quais são as regras para películas de segurança para vidros

No Brasil, o uso de painéis de vidro é regulamentado pela norma NBR 16259. Ela prevê que, caso sejam utilizados painéis em vidro, eles devem ser em vidro de segurança temperado ou vidro de segurança laminado.

Além disso, a utilização deve atender aos critérios de segurança estabelecidos para cada região do país, de acordo com elementos como a pressão dos ventos, a altura dos edifícios e os tipos de ambiente onde a construção está localizada.

Como você pode concluir, o uso de película de segurança para vidros é uma excelente maneira de proteger ambientes residenciais e comerciais, tornando-os mais seguros e diminuindo os riscos de acidentes.

Além de oferecer maior proteção e resistência, sua adoção garante que não haja cacos de vidro ou estilhaços em caso de quebra, reduzindo os danos causados e protegendo as pessoas próximas.

Gostou das informações? Se você achou esse conteúdo útil, compartilhe em suas redes sociais!

Você também pode gostar

Um comentário em “Entenda quais são as normas sobre as películas de segurança para vidros

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.