Veja como e por que manter o controle de temperatura no ambiente de trabalho

4 minutos para ler

O controle de temperatura no ambiente de trabalho é um assunto de grande relevância, uma vez que influencia diretamente a produtividade, a saúde e o bem-estar dos colaboradores. Afinal, tanto o frio como o calor excessivo podem ser prejudiciais e provocar desconforto, trazendo estresse e discordâncias. 

Por isso, esse é um assunto que é regulamentado e abordado em diversas normas técnicas e regulamentadoras, por exemplo, a NR 17. Quer saber mais sobre esse assunto, ver como a temperatura deve ser controlada e entender quais os principais benefícios provenientes desse tipo de controle? Então, continue a leitura e não perca! 

Qual a temperatura ideal

A NR 17 é uma norma regulamentadora que aborda temas relacionados à ergonomia, segurança, saúde e bem-estar no ambiente de trabalho. Sendo assim, além de falar sobre altura e características adequadas para o mobiliário, também determina a temperatura ambiente adequada. 

É importante destacar que diferentes ambientes de trabalho podem demandar variações na temperatura ideal, por exemplo, laboratórios, salas de exame e análise, frigoríficos etc. 

Entretanto, segundo a NR 17, para escritórios, salas de aula e outros ambientes que não demandam temperaturas diferenciadas, o ideal é que essa variação vá de 20 a 23 graus.

A ISO 9241 também estipula uma determinada faixa apropriada, que é de 20 a 24 graus no verão e 23 a 26 durante o inverno — além da faixa de umidade do ar, que pode variar entre 40 e 80%. 

Porém, mesmo sabendo a faixa aceitável perante a norma regulamentadora, é essencial definir com os colaboradores a temperatura que será utilizada. Afinal, 20 graus pode ser frio para alguns e 23 pode ser quente para outros. 

Como fazer o controle de temperatura no ambiente de trabalho 

Após definir a temperatura ideal, é necessário realizar o controle, a fim de que ela seja respeitada e mantida. Para isso, os sensores de umidade e de temperatura são equipamentos extremamente práticos e vantajosos, uma vez que são assertivos, fáceis e rápidos de verificar — permitindo, inclusive, que o controle seja a distância ou até mesmo automatizado.

Existem diversas formas de controlar a temperatura e a umidade, e as mais conhecidas são o uso de ventiladores ou de ar-condicionado. Entretanto, é importante utilizar opções como as películas para vidro, uma vez que elas reduzem a incidência de raios solares, melhorando o conforto térmico e protegendo contra a radiação prejudicial à saúde

Quais os principais riscos de não realizar o controle térmico

Os efeitos do calor excessivo podem ser prejudiciais para a saúde, além de gerarem irritabilidade, desconforto, sudorese excessiva e desconcentração. Portanto, cuidar do controle térmico em um ambiente é essencial.

Inclusive, o assunto consta no artigo 178 da Consolidação das Leis do Trabalho, mais conhecida como CLT. Nesse artigo, é determinado que os ambientes de trabalho devem apresentar condições adequadas de conforto térmico, de acordo com os níveis e limites fixados pelo Ministério do Trabalho.

Quais os principais benefícios do controle de temperatura no ambiente de trabalho

A temperatura pode auxiliar ou prejudicar a produtividade e a eficiência dos colaboradores, além da qualidade de um ambiente de trabalho. Sendo assim, realizar um controle de temperatura eficiente proporciona maior conforto e bem-estar aos colaboradores. Com isso, o desempenho é melhorado, aumentando a produtividade, a eficácia e os resultados obtidos.

Entretanto, o controle de temperatura também é muito vantajoso financeiramente, uma vez que evita desperdícios com refrigeração. Afinal, quando a temperatura varia muito, o consumo energético para manter o ambiente agradável é muito maior. Por isso, opções como uso de películas para o vidro e até mesmo de isolamento térmico são interessantes para reduzir a sobrecarga e o consumo dos sistemas de refrigeração.

Como você pôde ver, controlar a temperatura no ambiente de trabalho não é uma despesa, uma opção ou um luxo. É algo necessário, abordado inclusive na lei e em normas regulamentadoras. Contudo, esse controle pode e deve ser visto como um investimento, uma vez que proporciona diversas vantagens que impactam positivamente o resultado das organizações.

Gostou de saber mais sobre o controle de temperatura no ambiente de trabalho? Então, siga-nos em nossas redes sociais para acompanhar outros conteúdos interessantes. Estamos no Instagram, Facebook, LinkedIn e YouTube.

Você também pode gostar

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.